Tendências Naturebas Pets

Klein

Paciente: Klein
Responsável: André
Modalidade: Dieta caseira terapêutica

Klein Coifeur

“Sonali,
Em meio ao trauma de uma lesão medular, você introduziu na vida do meu cachorro o conceito e a prática da alimentação natural e eu não poderei agradecer o suficiente.
Nove meses depois, quando ele passeia na rua com sua cadeirinha de rodas, tudo o que eu escuto é o elogio de como ele, a despeito do quadro de paralisia, está saudável. É nítido em sua vivacidade, em sua pelagem, na forma como ele está forte. Eu tributo muito disso à alimentação que ele tem e me tornei um defensor dessa ideia diante das pessoas.
Klein on guard
Espero que esse novo ano lhe traga mais alegria e realizações e que vc continue ajudando gente como eu, bichos como o Klein, a viver melhor nesse estranho mundo em que vivemos.
Um beijo,
André “

Bob

Paciente: Bob
Responsável: Eloisa Oliveira
Modalidade: Alimentação Natural Crua terapêutica

BobMeu gato, Bob, foi diagnosticado como sendo portador de insuficiência renal crônica há 3 anos atrás.

Foram duas internações de 3 dias cada e várias semanas de soroterapia em casa (200 ml de soro durante 15min ).

De acordo com o veterinário dele, ele teria que ser internado de 3 em 3 meses porque, mesmo comendo a ração apropriada (industrializada, claro), o organismo não teria muitos mecanismos de defesa e ele teria que receber doses suplementares de remédios para reduzir as taxas de uréia e creatinina, as quais, certamente, iriam subir ao longo deste período.

Não me conformei com este diagnóstico e mergulhei na internet atrás de outras soluções, não tão agressivas.

Através de um grupo americano, especializado em saúde de gatos, fiquei convencida de que a solução para Bob estava na alimentação natural.

Comecei, então, a minha jornada por veterinários aqui no Brasil já que a maioria não aceitava que um animal com este quadro de insuficiência renal comesse carne – fonte natural de proteína que seria o grande vilão para o  funcionamento de um rim lesionado.

Nova pesquisa na internet me fez chegar à uma veterinária em São Paulo e graças à ela, cheguei até Sonali. Na época, gostei de saber que Sonali focava seu trabalho na alimentação natural e acreditava que a saúde de um animal era potencializada quando seu dono lhe oferecia comida natural e não industrializada.

Sonali preparou uma dieta para Bob, me orientando como preparar as misturas e o valor dos nutrientes que eu estaria oferecendo.  Sonali  me guiou por uma rota alternativa que eu sentia ser o caminho de uma vida saudável (não sabia por quanto tempo, porque o veterinário me fez entender que o tempo de vida dele seria curto) para meu felino.

bob comidaBob recuperou o peso e a vontade de comer. Ele tem as suas preferências e fomos aprendendo a nos ajustar a elas. Nunca mais pisou em uma clínica veterinária e nem precisou de sessões de soroterapia.

Tenho absoluta convicção de que  a alimentação natural deu à ele uma continuidade – saudável – de viver.  E agradeço, sinceramente,  à Sonali e a seu trabalho a nova vida que meu felino ganhou.

IMG_0291

Rick e Ringo

Paciente: Rick
Responsável: Mayara Medeiros
Modalidade: Dieta caseira cozida, preventiva.
“Rick e Ringo tiveram uma função essencial em minha vida. Devolveram meu sorriso, devolveram a alegria na minha casa depois que perdemos um integrante fundamental da nossa família, Petty, nosso cocker, que sempre amarei. Petty fez parte de momentos essenciais em minha vida e ajudou a construir a pessoa que sou hoje. Aprendi muita coisa com Rick e Ringo em tão pouco tempo, inclusive que eu poderia ter um futuro muito feliz, mesmo com a perda de meu grande amor. Eles não ocuparam o lugar de Petty, mas tiveram a grandeza de ampliar o espaço e colocar ainda mais amor em minha vida, principalmente em um momento muito difícil, por isso sou tão grata.
 Rick e Ringo
Agradeço a você, por ter escolhido esse bonito trabalho e que hoje chegou até mim como chegará a muitas pessoas e faço sim questão de valorizar o trabalho dos veterinários com quem tive contato, pois vejo em vocês o mesmo tipo de amor e cuidado que eu tenho o prazer de conviver todos os dias, desde a hora que acordo até a hora que vou dormir. Espero, de coração, que pessoas como você, com uma visão da medicina veterinária homeopática e preventiva mudem algumas concepções sobre o cuidado com os animais e lhes devolvam formas de viver das mais naturais possíveis em meio a um mundo tão industrializado e capitalista. Quero contribuir para isso começando com as mudanças aqui, com meus dois peludos e espero que esse tipo de trabalho que você desenvolve (e investe o seu amor e profissionalismo) chegue o mais longe possível.
 
Rick e Ringo agradecem toda a sua atenção, cuidado e carinho em busca de suas saúdes. Estamos muito felizes em proporcionar esse estilo de vida a eles!
 
Obrigada!
Rick, Ringo e Mayara”

Kaji

Paciente: Kaji
Responsável: Julia Albrecht
Modalidade: Alimentação Natural Crua especial

kaji8“Conheci o trabalho da Dra.Sonali através do grupo de alimentação natural do facebook. Eu havia trocado a alimentação do meu bulldog inglês quando ele estava com 7 meses. Fiz por conta própria, pois não conseguia encontrar ração que endurecesse as fezes dele (não eram vermes rsrs). Introduzi a AN baseada nos percentuais do cachorro verde e, apesar de não me arrepender nem um pouco, deveria ter consultado um profissional logo no início. Falo isto, porque apesar de ter lido tudinho tim tim por tim tim, eu introduzi as carnes de forma muito rápida e ele acabou tendo uma reação, que nós descobrimos depois ser alguma alergia a carne bovina. A dieta elaborada pela Dra.Sonali, me ajudou a identificar aos poucos o que fazia bem e o que fazia mal a ele. A verdade é que cada caso é um caso, é preciso um pouco de paciência e perseverança no início. O Kaji nunca foi gordo, porque eu sempre controlei muito a ração, mas depois da AN ele se transformou em outro cão: desinchou e ficou totalmente musculoso, é um tourinho, tem uma cinturinha muito charmosa, as fezes estão ótimas e ele, obviamente, ama a comida. Sem contar que aquele cheiro de cachorro molhado sumiu, não existe “cheiro de cachorro” existe “cheiro de ração”. Lá em casa estamos muito satisfeitos e super adaptados: vou a feira às terças e faço saquinhos para 10 dias, cozinho os legumes de três em três dias, as vezes me perco nos legumes e improviso com frutas. Meu marido também dá a comida e pesa tudo certinho, acrescenta os suplementos, etc, etc. Não considero que seja tããão trabalhoso, é apenas um processo de adaptação. Temos um bulldog inglês de 1 ano e 2 meses que nunca foi ao dermatologista. :) Recomendo muito a AN e o acompanhamento da Dra.Sonali é fundamental para tudo fluir direitinho.

Lambeijos,
Julia, Thiago e Kaji.”
kaji
kaji9
 

Napoleão, Bulldog Inglês

Paciente: Napoleão
Responsável: Ana Paula Capile
Modalidade: Dieta cozida balanceada

“Napoleão chegou em casa com 2 meses e pesando 2,5Kg. Uma fofura!

Foto (1)

Por indicação do criador, continuei dar a ração que ele já estava comendo no canil. Porções medidas conforme a indicação do fabricante. Passados 6 meses, Napoleão já estava beirando os 20kg e isso me assustou muito. Era uma bolinha!

Quando completou 1 ano, estava com 27,5Kg e virou um bolão! Parecia inchado! Estava sempre muito cansado.

Por conta de um problema de alergia no rabinho, procurei uma clinica veterinária em Botafogo e a médica também se assustou com o gorducho que entrou na clínica e me encaminhou para a Dra. Sonali, urgente!

E assim, chegamos a Dra que fez uma “transformação” no meu gordinho.

Depois de uma longa entrevista e análises de exames, ela elaborou a dieta para o Napô. Comecei fazendo um big planejamento, numa planilha Excel. Nossa! Parecia muito complexo. Me enrolei muito na primeira semana. Consultei Dra Sonali e ela foi me indicando como fazer de uma maneira mais fácil. Iniciamos com batatas e cenouras e fomos testando as carnes. Optamos pelo frango, incluindo fígado e coração, intercalados e 2 vezes por semana.

Em 2 meses, Napoleão já apresentava a famosa cinturinha. Em 6 meses, estava com 25kg. As fezes reduziram em tamanho, em freqüência e cheiro. O pelo dele é maravilhoso! Parece uma pelúcia. Pelo que tenho visto em bulldogs, o pelo das costas é duro. O do Napô é uma fofura! Ele começou a dormir  melhor e ter mais disposição. 

Napo (2)Eu fazia a comida para 2 dias e deixava na geladeira.  Quando chegava em casa, e percebia que não havia frango suficiente, ou batata, era um transtorno.

Resolvi visitar  um açougue e fiz um teste: comprei 6 kg de file de frango cortados em cubinhos. Fui ao supermercado e comprei um boa quantidade de batatas e cenouras. Quando cheguei em casa, com base na minha “super planilha”, separei o frango em porções diárias e congelei. Cozinhei os legumes e coloquei em potinhos com o peso para um dia e congelei. E assim, comecei a fazer comida para 15 dias!

Hoje, estou morando em SP. Achei um açougue perto de casa que é fantástico, onde compro o frango.

Tiro 1 sábado por mês. Peço 15kg de frango por telefone e o açougue entrega em casa, com  tudo separado e embalado no peso que eu peço. Congelo tudo.

carne napo

Vou ao super e compro as vísceras e uma variedade  legumes (batata doce, cenoura, chuchu, abobrinha, repolho, couve flor, mandioquinha, vagem), o que tiver com o preço melhor, tudo de uma vez, com a quantidade determinada pela dieta, para 1 mês.Cozinho todos os legumes e depois separo em porções diárias e congelo. 

legumes napo

É um dia inteiro de trabalho, mas já caiu na rotina e acho divertido fazer com ele por perto.

Tiro do congelador 1 dia antes e descongelo na geladeira. Preparo o prato dele na hora. Se estiver frio, como está agora em SP, coloco um pouquinho no  microndas e pronto!

Ele adora!!

Comendo napo

O que coloco de diferente na hora de preparar: azeite, levedo de cerveja, ou farelo de aveia, ou casca de ovo em pó. Mais um pedacinho de alho.

Ele também come frutas que compro durante a semana: banana, maça, pêra, mamão. Não gosta de melancia nem de melão. Adora queijo (branco) que compartilha comigo nas manhã durante meu café.

Ah! Napoleão está lindo! Super adaptado ao friozinho de SP e mantendo o peso: 24,5kg!!!”

Bonnie, Labrador, 3 anos

Paciente: Bonnie
Responsável: Renata Miranda
Modalidade: Dieta cozida especial

Bonnie é minha labradora e quando nos consultamos pela primeira vez estava pesando quase 40 kg, apesar de comer somente ração (Eukanuba Weight Control), de forma controlada. Inicialmente, quando comecei com a ração light, ela perdeu peso, mas com o tempo voltou a engordar. A atividade física dela é limitada posto ter uma lesão no joelho, causada pelo sobrepeso.

Tive outra labradora que faleceu abruptamente, aos sete anos, com uma crise renal aguda. Foi traumático, e uma das causas possíveis foi o excesso de sal encontrado nas rações industrializadas.

A Bonnie A-D-O-R-A suas comidinhas! Principalmente o iogurte desnatado! Em cinco meses de dieta ela já perdeu 9kgs. E sem passar fome! A disposição física melhorou indescritivelmente, ela corre, pula, salta e não se cansa como antes.

Meu receio era em relação à pelagem, mas continua linda!

As fezes melhoraram muito também, em bem menos quantidade, e com relação ao odor. Minha filhota está muito mais disposta e saudável. O trabalho do preparo é muito pequeno se comparado aos benefícios. Preparo em média marmitinhas para 2 semanas de alimentação, e congelo-as no freezer. Nunca mais volto à ração!

BonnieSuper indico a alimentação natural e a Dra. Sonali, estou muito satisfeita! Agradeço à equipe da Baby Dog’s  pelo encaminhamento.

Bonnie antes e depois

Carlão, Bulldog Inglês

Paciente: Carlão
Responsável: Malu Salles
Modalidade: Dieta terapêutica

“Sou um Bulldog Inglês de 4 anos . Carioca, charmoso e muito querido.

carlão1

Há anos sofria com problemas gástricos  e intestinais. Depois de experimentar diversas rações, tomar muita medicação, fazer inúmeros exames médicos e sem obter nenhuma melhora nas crises tremendas de cólicas diárias, meus pais pediram ajuda a Dra. Sonali.

Menos de 1 mês após o início da dieta prescrita pela Dra. Sonali minha vida mudou! E pra muitooooo melhor: nunca mais sofri com cólicas! As dores terríveis desapareceram !!!!!

comida carlão

Minha mãe tá feliz da vida e eu, serei sempre muito grato !!!

Bjo do Carlão.

P.S.: Nem tenho palavras para explicar o quanto todos aqui estamos felizes com a melhora do gordinho, um beijo e obrigada, Malu.”

Nino, Yorkshire Terrier, 8 anos

Paciente: Nino, Yorkshire Terrier, 8 anos
Responsável: Rita franco
Modalidade: Dieta cozida terapêutica

“Quando Deus criou o cão, não criou a ração.

Meu nome é Rita Franco e sou proprietária do Nino, um guerreiro e adorável Yorkshire de 8 anos

JpegNino é filho de Melody, minha cadela. Foi o último a nascer e menor da ninhada, do tamanho do meu dedo polegar. Quando o vi nascendo achei que não ia “vingar” e acabei o adotando. Ele também me adotou. Amor correspondido. Por uma série de razões, o Nino teve uma saúde conturbada, marcada por alguns episódios traumáticos, entre eles cálculo biliar, resultando numa pancreatite e cálculo uretral, resultando em cirurgia.

Foi nesse último episódio que me recomendaram para a Dra. Sonali.  A ideia era a seguinte: as rações, normalmente, são formuladas para cães com uma determinada deficiência. Por essa razão, após a pancreatite, ele vinha comendo uma para esse fim. Mas e agora que ele já tinha outro problema? O que fazer? Não existe ração para cães com diversos problemas. Daí que optamos pela alimentação natural.

Estamos em fase de experiência, mas posso dizer que tem sido uma experiência muito positiva, principalmente para ele, e, de carona, a mãe Melody aderiu à alimentação. No primeiro exame de urina as taxas estavam normais e organismo dele parou de produzir os cálculos.

De início, achei que ele iria engordar, porque comia com muito prazer e vontade. O peso, entretanto, está totalmente normal e ele bem disposto. O melhor de tudo é o prazer dele comendo, um gostinho de “quero mais” que eu nunca tinha visto, um olhar de felicidade pela comidinha.

Então, o que eu posso dizer é: não fiquemos presos aos dogmas. A ração pode ter vantagens, como alimentação natural também e pode ser a mais recomendada para o seu bichinho.

Segue um pequeno vídeo dos dois comendo. Não uso potes, mas sim papel toalha, pois acho mais higiênico, sem risco de deixar qualquer resíduo, às vezes imperceptível em potes de plásticos.”

CLIQUE PARA ASSISTIR:    IMG_0510
.
.

Sheik

Paciente: Sheik, Beagle, 12 anos
Responsável: Tania
Modalidade: Dieta cozida terapêutica

sheik“Para quem ama seu cão é muito doloroso vê-lo ganir e se arrastar, não conseguindo ficar em pé sem ajuda, assim aconteceu com o Sheik em dezembro de 2011.  Levando na clínica, o veterinário pediu um raio x , que mostrou que ele  tem ¨osteoartrose¨, e neste caso o peso extra (19kg) não era nada bom. O que fazer se o Sheik desde três anos já comia ração light e não emagrecia, após sua castração  adquiriu mais peso e não podia mais fazer suas caminhadas, pois as dores não permitiam, como dar a ele uma velhice tranquila?                                                                            

Então uma amiga me falou que seu beagle emagreceu com a ajuda da dra. Sonali, marquei uma consulta, e no dia 04 de janeiro de 2012 nós conhecemos a dra. Sonali, ela fez muitas perguntas sobre o Sheik, seus hábitos, se ele era alérgico, viu os exames que ele tinha feito recentemente, para poder montar um cardápio que melhor o ajudasse, me explicou o que era a AN e quais seus benefícios. Embora sair do velho conceito de que a ração foi testada durante anos e lembrar que os cães estão no mundo há muitos anos antes e que sempre caçaram seus próprios alimentos, não seja fácil, eu resolvi mudar, pois não podia continuar a vê-lo daquele jeito.

DSC00763Logo no  1º  mês, o  Sheik  não tinha mais uma alergia na pele que o fez passar por vários exames de sarna, sem nada acusar, foram banhos com shampoos, remédios, e agora ele não se coçava! Enfim, estava livre desse transtorno, e a cada mês ele estava perdendo o peso extra, sempre realizando as consultas de avaliação pela dra. Sonali , para estar sempre adaptando seu novo peso a um  cardápio equilibrado.  E  no 4 º mês, o Sheik voltou a subir no sofá, como ele sempre fez, tive então a certeza de que estava no caminho certo. Liguei para a dra. Sonali, para lhe dar as boas novas, pois ela gosta de saber sempre sobre seus pacientes, quer sejam algumas dificuldades ou pequenas vitórias, está sempre pronta a nos orientar, tirar dúvidas, achar novas opções de tratamento.

DSC00768Hoje o Sheik é um cão de 12 anos e 16,3kg. , que a 1 ano não teve mais nenhuma crise forte. Posso dizer que a AN só melhorou a qualidade de vida  dele,  tenho sempre os exames (sangue, urina,  fezes e outros) em dia e eles são a melhor prova dessa nova realidade, e claro levando em conta a opinião do próprio cão, pois ele adora muito. Quero dizer aos donos, que não pensem no trabalho que possa dar fazer comida fresca para os seus animais, pensem no quanto é prazeroso dar amor a quem nos ama.”

Cliff

Paciente: Cliff, Beagle
Responsável: Esther Servulo
Modalidade: Dieta caseira cozida
.
“Eu sou o Cliff e minha alimentação é orientada pela Tia Sonali, e queria aproveitar para dizer que hoje sou um caõzinho muito mais feliz tenho mais ou menos 7 kg a menos o que me torna mais ágil, sofro menos com o calor e muito mais saudavel e isso tudo com uma comidinha que eu adoro, por isso tudo eu gostaria de agradecer muito tudo que vc me proporcionou.
Ah e minha vó aproveita para dizer que meu cocô ficou muito menor e não é fedorento, não é uma beleza!!!
Puxa como eu agradeço conhecer você!!
Muitos labeijos Cliff e Esther”

cliff