Tendências Naturebas Pets

Mixuruca

"Nutrição e medicina preventiva de cães e gatos"

Desafio 3 – Como me organizar?

Planejamento –  Esta é a mesma preocupação da praticidade, muitas pessoas não sabem se planejar e acabam tendo que ir no mercado gourmet da esquina comprar a carne do seu pet.  No final do mês o cartão vêm quente.

Solução:

Nunca é tarde para aprender e o aprendizado vem com o treino. Em breve dedicarei um artigo dando uma sugestão de como se planejar com relação a quantidade de cada alimento, compra, preparo e  armazenamento.

Aqui costumo fazer compras a cada 20 dias. Encomendo algumas coisas da feira como aqueles ossinhos descartados do peito de frango, que tem cartilagem e uns ossinhos molinhos, ideais para meus gatinhos. Quando compro coxa e sobre-coxa para mim, peço para que tirem os filés e me mandem os ossinhos também, pois estes vão para meus cães. Também costumo comprar um mix de carcaça de frango cortado em 6, pescoço cortado e as vezes uns pés de frango que minhas meninas comem feito biscoito. Essa encomenda chega pronta na minha casa, separada em porções pré definidas e vão direto para o freezer. Depois vou a um desses grandes supermercado. Lá compro o resto das proteínas, peito, coxa e sobre-coxa de marcas menos conhecidas mas que estejam com uma cara boa costumam estar em promoção.  Outras proteínas como moela de frango, língua e coração bovino são ótimas adições e costumam ser bem baratinhos. Alem disso garanto algumas vísceras como fígado de frango e, quando encontro, “fressura suína” que trata-se de um modulo com todas as vísceras suínas (língua, traquéia, pulmão, fígado, rins, pâncreas). Alem disso, as vezes encontro suan suíno que são retalhos de ossos suíno com um pouco de carne (Cuca e Lola amam de paixão e mantém seus dentes limpinhos). Compro alguma carne vermelha como músculo, pá, acém ou peito bovino, o que tiver mais barato e menos “pelancudo”. Compro ovos (quando posso compro caipira) e legumes e verduras variados que costuma ser mais em conta no supermercado. Chegando em casa eu congelo o que estiver fácil de servir, e o que demanda preparo vai pra geladeira e fica em stand-by até o momento da divisão das porções, que costuma ser no mesmo dia ou no dia seguinte. Esse planejamento me deixa livre pelo resto dos 20 dias.

No início, por estar morando em uma cidade onde não conhecia os pontos quentes de compras, meu gasto era bem maior.  Mas hoje tenho fornecedores e lugares fixos para comprar os alimentos e raramente passo do orçamento. 

Sonali Rebelo
Médica Veterinária
CRMV RJ 10952
Nutrição Clínica

Compartilhe nas Redes Sociais