Tendências Naturebas Pets

Mixuruca

"Nutrição e medicina preventiva de cães e gatos"

Desafio 1 – Praticidade

Praticidade –  Sem dúvida uma das maiores preocupações quando o assunto é dieta caseira, independente da modalidade.  Donos de cães e gatos, que trabalham duro a semana inteira, que estão sempre na correria e mal tem tempo de preparar sua própria comida, sentem que seria muito penoso ter que preparar todos os dias a comida dos seus pets.

Solução:

Este problema pode ser solucionado de uma única forma: PLANEJAMENTO.  É isso o que irá tornar seu preparo diário quase igual ao da ração (é sério!). Basicamente, se você se programar semanalmente ou mensalmente, você conseguirá preparar quentinhas congeladas, que você terá apenas que descongelar na noite anterior e servir no dia seguinte. Simples assim.

rawfeedingportionswww.adayinthelifeofamutt.com

elise collageArquivo pessoal

Então na verdade, o único tempo que você terá que despender, será o de tirar um momento para preparar essas quentinhas.

A dieta crua é mais rápida de preparar do que a dieta caseira cozida, pois dispensa o cozimento.

Ganhando pratica, até o preparo torna-se muito mais rápido.

Minha experiência:

Eu sou mãe adotiva de 2 cachorras vira-latas de 25kg cada (Cuca e Lolão) e também de 4 gatinhos tomba-latas 3, 4, 5 e 6kg (Pepe, MIxú, Pimbão e Biscatina).

A Cuca e a Lolão, apesar do porte, não são cães gulosos. Elas comem 2 vezes ao dia e não costumam mendigar comida fora de hora.

A Cuca, por conta própria, costuma fazer jejum 1 vez por semana/quinzena (super normal e saudável). A Lolão, não. Ela come todas as refeições.

Os gatinhos por outro lado, são esfomeadinhos sim, mas cada um têm um ritual diferente. A Mixú come no alto da bancada (para proteger sua comida dos outros) e come melhor se as pontinhas das isquinhas de carne estiverem apontando para fora.

Biscatina precisa ser colocada longe de todos pois ela rosna quando come esganadamente e rouba comida alheia.

O Pimbão, mia mia mia pedindo sua comida e quando ganha, costuma filosofar em cima dela por uns bons minutos antes de comer, deixando um pedacinho para mais tarde. Sim, esse pedacinho precisa estar onde ele deixou se não ele reclama demais.

O Pepe, por ser cego, precisa ser alimentado sempre no mesmo local, normalmente no chão e curiosamente é o que menos dá trabalho.

Tenho 6 animais, cada um com seu ritmo, contudo, entre pegar o alimento na geladeira, servir e oferecer e depois colocar os pratinhos já lavados no escorredor cronometrei 7 minutos, sendo que nesse dia eu precisei cortar a carne dos gatinhos.

7 minutos para resolver 1 refeição de 6 animais diferentes não está nada mal!

Ok, confesso que esse tempo não contou com o pedacinho que o Pimbão deixou para o lanchinho! :P

freezerportions

Foto: 1. www.adayinthelifeofamutt.com.br, 2. Arquivo pessoal (meu freezer com 20 dias de AN) 3. www.inspiredbysavannah.com (uma boa ideia para gatos e cães pequenos)

Sonali Rebelo
Médica Veterinária
CRMV RJ 10952
Nutrição Clínica

Compartilhe nas Redes Sociais